Planetas Retrógrados

Nada no universo acontece sem a possibilidade de uma revisão. São como segundas chances de perceber o que precisa ser reorganizado para seguir em frente de forma mais confiante e assertiva. Pela astrologia, é isso que acontece em momentos de retrogradação!

Por que o universo nos proporciona momentos de revisão? Para que possamos alinhar a rota e seguir de uma forma mais assertiva! E é exatamente para isso que servem os movimentos retrógrados dos planetas! Quando dizemos que um planeta está retrógrado, significa que, do ponto de vista da Terra, ele parece estar “andando para trás” em sua órbita no céu. Embora isso seja apenas um aspecto visual, tem um significado importante na astrologia. Quando os planetas estão retrógrados, as áreas da vida e os assuntos regidos por ele acabam influenciados por essa retrogradação, ou desaceleração. É hora, portanto, de rever, reanalisar e repensar muita coisa.

Apesar de muitas pessoas temerem esses momentos, especialmente porque eles causam um certo desconforto, já que mudam a energia vigente, a verdade é que períodos de retrogradação servem para que a gente coloque a vida nos eixos e possa retomar o movimento, depois, com muito mais convicção. O universo é simplesmente perfeito e tudo acontece em sincronicidade. E quando estamos vivendo de maneira automática, quase no piloto automático, acontecem movimentos cíclicos que nos permitem um despertar. Claro, para quem está aberto e aceita que podem existir outros pontos de vista. Mas e quem já estava desperto? Para esses, os movimentos de retorgradação passam como uma brisa suave. Então, sem medo de planetas retrógrados, tudo que eles fazem é nos permitir corrigir as metas e entender o que passou, talvez, um pouco despercebido.

Quer entender o que cada planeta em movimento retrógado pode provocar?
Então aqui vai:

Mercúrio retrógrado - Mercúrio rege as comunicações e os processos mentais. Ou seja, durante seu movimento retrógrado, são esses os assuntos afetados. A parte preocupante é que as coisas podem não ser bem compreendidas e por isso é preciso redobrar o cuidado na comunicação. Evite assinar contratos, fazer acordos e comunicados importantes neste período. A parte maravilhosa é que processos do passado ressurgem para que sejam repensados e renovados, muitas vezes chegando ao fim de um ciclo. É tempo de renovação de ideias e informações! Também é excelente momento para consertar objetos danificados.
 

Marte retrógrado - Marte é o planeta da guerra e do impulso. De um lado, muita gente pode estar mais propenso a entrar em discussões por qualquer motivo, de outro, todo movimento dá uma brecada, ou seja, ficamos mais lentos e muito mais ativos internamente do que propensos a agir, e por ambas razões, podemos nos frustrar com facilidade. É hora de cuidar com a impulsividade e, ao mesmo tempo, exercitar a paciência.
 

Vênus Retrógrado - Os assuntos de Vênus entram em período de revisão: relacionamentos são colocados em xeque, bem como o que desejamos para nós, seja com relação ao amor ou ao autovalor. Amores do passado podem surgir, ou situações que farão com que se repense muito o valor das coisas e das pessoas. É preciso cuidado para não agir com rigor excessivo ou por puro capricho. E evite comprar bens de alto valor (imóveis, carro, jóias) neste período, bem como, evitar procedimentos estéticos.
 

Júpiter retrógrado - O planeta da expansão dá uma brecada durante seus processos de retrogradação, então, muita calma nessa hora. Não é que nada vai dar certo, só precisa de um pouquinho mais de estruturação. Tudo que é novo demora mais a acontecer, mas, por outro lado, esse é um ótimo momento para rever estudos e viajar somente para lugares que já conhece. Quem sabe, é daí que novas diretrizes vão aparecer!
 

Saturno retrógrado - Quando Saturno está retrógrado, tudo que diz respeito a ordem e hierarquia fica um pouco tenso. Ao mesmo tempo, também é um período rico para exercitar a disciplina, já que Saturno volta com tudo, depois, cobrando resultados e maturidade.
 

Urano retrógrado - Embora sentido de uma forma mais macro do que pessoal, o movimento retrógrado de Urano pode afetar tudo que é novo, incluindo a tecnologia, que pode dar problemas nesse período. É o melhor momento para cuidar do que você já fez, para melhorar os projetos e disciplinas que já iniciou.
 

Netuno retrógrado - Netuno também afeta de uma forma bem mais ampla e está conectado às crenças e religiões. Muitas máscaras caem durante o movimento retrógrado de Netuno, mas é preciso cuidado para avaliar muito bem toda novidade que aparecer, pois pode ser pura ilusão. Este é o melhor período para enxergar a realidade, sair dos planos e trabalhar para realizar seus sonhos!

Plutão retrógrado - O planeta da transformação, em movimento retrógrado, exige cautela nos assuntos de investimentos e tudo que lida com riscos. Mas pode ser maravilhoso para superar traumas e medos. Fique atento a insights e inspirações.

É claro que existem também as influências dos planetas que estavam retrógrados no momento em que nascemos e aparecem dessa forma em nosso mapa natal (aquele R minúsculo do lado do planeta no gráfico). Nesse caso, as questões influenciadas pelo movimento dizem respeito às nossas próprias jornadas individuais e significam que alguns assuntos precisarão de um pouquinho mais de atenção na vida. Nada que possa prejudicar nosso crescimento. Pelo contrário, tudo que está em nosso mapa serve para nos ajudar a ser nossa melhor versão. Cabe a nós aproveitar da melhor maneira cada pedacinho de ajuda que o universo nos dá.





 

Júpiter - a estrela da sorte

Júpiter é o maior planeta do nosso sistema solar. Não é à toa que é considerado o gigante do zodíaco e que sua influência está sempre conectada à expansão. Vou te contar um pouquinho mais sobre como esse astro incrível mexe com a nossa vida.

Júpiter é um gigante no céu. Maior planeta do nosso sistema solar, está intimamente ligado a tudo que gera expansão e crescimento, e por isso é considerado a estrela da sorte em nosso mapa astral. Onde está Júpiter, é ali que você se expande, cresce, tem facilidade em conquistar. Também ligado às longas viagens, à educação superior, à religião e à lei, Júpiter amplia as informações do Signo em que se encontra e passa cerca de 360 dias em cada um, por isso, dá o tom do ano. Estamos vivendo, por exemplo, um ano com regência de Júpiter, o que significa que estamos expandindo em muitas áreas, especialmente naquela em que temos Escorpião em nosso mapa, já que é neste signo que ele está até o dia 8 de novembro deste ano.

Júpiter também está relacionado ao otimismo e seus filhos, ou seja, aqueles que nascem sob sua regência ou sob o signo de Sagitário, têm um senso de justiça apurado, e uma predisposição à alegria e à expansão. Com Júpiter, ficamos mais propensos a aprender, mais conectados com assuntos como religião, filosofia, amor pela liberdade e pelas novas experiências. Júpiter é generoso e provoca em nós, também, essa mesma tendência de olharmos para tudo de forma mais ampla. Para entender onde está sua estrela da sorte, veja em qual casa do seu mapa está Júpiter. Um pouquinho sobre a influência do planeta em cada uma delas aqui:

Júpiter na Casa 1
Vontade de ser único, original, buscar novidades. Só é preciso cuidar para não pensar muito longe e exagerar nas suas ações e expectativas.

Júpiter na Casa 2
Grande habilidade nos negócios! Júpiter na casa do dinheiro ajuda a ampliar a prosperidade, mas também pode fazer gastar demais e sem planejamento.

Júpiter na Casa 3
Tendência ao otimismo e aos assuntos mais evoluídos. A expansão mental favorece estudos, mas só é preciso ter cuidado para que o otimismo exagerado não gere problemas.

Júpiter na Casa 4
Há algo de "sorte" que você recebe da sua família. O lar e as origens também são um lugar em que cresce e encontra segurança.

Júpiter na Casa 5
Uma mente super criativa. Quem tem júpiter na casa 5 também vive rodeado de romance. Só pode exagerar na necessidade de autoafirmação. Fique atento!

Júpiter na Casa 6
Ter o gigante na casa 6 favorece assuntos de rotina de trabalho, ampliando os horizontes e trazendo insights no dia a dia. O ideal, neste caso, é encontrar atividades em que contribua com o coletivo.

Júpiter na Casa 7
A estrela da sorte na casa das relações e parcerias? Não é perfeito? Só cuide para não sobrecarregar seu parceiro.

Júpiter na Casa 8
Quem tem júpiter na casa 8 pode ter uma grande tendência a ganhar dinheiro por herança ou por meio do trabalho com outras pessoas. Mas tem que ter muito cuidado com os detalhes, para que tudo seja feito com justiça.

Júpiter na Casa 9
Júpíter na 9 indica uma propensão a assuntos filosóficos e à busca espiritual e uma facilidade grande em ser líder e orientar outras pessoas em seus próprios caminhos.

Júpiter na Casa 10
A estrela da sorte, aqui, está na casa do sucesso. Alguém tem dúvida do quanto isso pode ser benéfico? Só é preciso ter muita responsabilidade com suas escolhas.

Júpiter na Casa 11
Na casa das amizades, traz um olhar mais amplo sobre o outro, o bem-estar do grupo e a busca de equilíbrio nas relações.

Júpiter na Casa 12
Júpiter nesta casa psíquica, favorece a introspecção e amplia a mente para o desconhecido. Mas pode representar ceticismo e falta de fé.

Como investir nos seus melhores potenciais

Todos nós temos uma mistura muito especial de talentos e potenciais. E saber quais são e onde estão essas preciosidades, bem como entender como usá-los, pode ser o caminho para o sucesso e a felicidade. Eu te mostro a melhor forma de começar essa jornada. Vem comigo!

Mesmo que você esteja vivendo um período difícil e cheio de obstáculos, acredite: você é a pessoa mais especial do mundo! Porque só você tem a sua mistura própria de talentos e potenciais que fazem de você alguém único e insubstituível para a jornada a que você se propôs. Por isso, nada de desperdiçar suas forças com o que não foi ou devia ter sido. Invista em descobrir seus talentos e construir uma nova estrada, entendendo como usar seus dons verdadeiros e como colaborar com o universo de uma forma ímpar e especial. Vou te contar um pouquinho sobre isso.

O seu Mapa Astral Natal é a foto exata do céu no momento em que você nasceu. Com ele, podemos entender sua personalidade mental (seu Sol), sua personalidade exterior (seu Ascendente), a forma como lida com sentimentos (sua Lua), seu principal aprendizado de vida (seu Nodo Norte), seu sucesso (sua Casa 10), só para citar alguns elementos que formam esse blend único de talentos e potenciais que é VOCÊ! Ao entender de onde viemos e para onde devemos ir para encontrar nosso lugar no mundo e a nossa felicidade, nos tornamos mais autores da nossa própria história, aceitamos mais nossa luz e nossa sombra (todos temos) e nos permitimos ser quem realmente desejamos ser. Não é incrível?

A parte dessa consciência sobre as muitas características que nos formam, fica mais fácil entender, por exemplo, aquilo que nos move, que podemos chamar de propósito, e que vai estar impresso em tudo que fizermos. Sim, mais do que O QUE fazemos, propósito é sobre COMO fazemos. E quando entendemos de onde vem a nossa paz e o nosso ponto de equilíbrio, fica muito mais fácil traçar um caminho que esteja em sintonia com o nosso eu interior. Já pensou que incrível realizar algo que fale diretamente ao nosso coração? Que nos faça acordar com energia, que nos tire da cama todos os dias com um sorriso no rosto? Pois ter consciência da beleza que forma nosso ser único é assim, a melhor forma de imprimir uma marca forte e preciosa no mundo, que começa dentro de nós e se expande em tudo que fazemos.

Mas, como investir nos meus melhores potenciais?

O primeiro passo é conhecê-los. E a partir daí, iniciar um caminho de amor próprio, para entender sua unicidade e de que forma você contribui para o todo. Isso gera o gás que precisamos para colocar nossos objetivos em prática. A vida é um milagre e se ela não nos parece assim, algo está fora de sintonia. Encontrar esse ponto de equilíbrio entre o que desejamos e o que nos faz realmente feliz é ouro, e conhecer seu mapa astral pode ser o primeiro passo, que vai te fazer entender porque determinadas coisas simplesmente não fazem parte da sua vida, e outras retornam em ciclos, como uma necessidade gritante de aprendizado.

Uma grande dica é: não se apresse e nem ache que seu processo está muito longe de acontecer. Ansiedade só prejudica essa jornada riquíssima que é o encontro com nosso verdadeiro eu. Cada pessoa tem seu momento de começar e seu tempo de entender os seus próprios caminhos e a forma como o universo “fala” conosco. Invista em autoconhecimento, traga luz aos seus maiores potenciais, permita-se entender quais são e como utilizá-los. E, se precisar de ajuda, estarei aqui!

 

Netuno - a conexão com o cosmos

O planeta da espiritualidade e da intuição pode nos dar conexão total com o cosmos, mas também pode encher nossa vida de ilusões. Daí a importância de conhecer sua influência e entender onde você precisa mais colocar os pés no chão.

Netuno, um dos planetas geracionais é o planeta que fala sobre nossa conexão com o cosmos, tem dois dons: o de nos inspirar e o de nos fazer sonhar, muitas vezes um pouco além da conta. Por isso, sempre digo, que onde está Netuno, é onde as coisas estão um pouco nebulosas. Sabe aquela paisagem de sonho, na qual as coisas estão entre brumas e a gente fica querendo decifrar? Então, é assim que Netuno atua. Ao mesmo tempo em que nos traz propósito e nos liga ao divino, pode nos encher de expectativas que, dependendo do nosso Mapa Astral, vamos ter que descobrir a melhor forma de lidar.

Regente do signo de Peixes, Netuno também fala sobre a arte e pode fazer com que tenhamos desejos de grandeza e objetivos inatingíveis na área da vida em que atua, isso porque nos faz sonhadores e idealistas demais. Não raramente, pessoas que tem influência muito forte de Netuno no mapa natal tendem a querer fugir na realidade, inclusive abusando de substâncias que as “tirem do ar”. Mas, então, como lidar? Sabendo que as expectativas e os sonhos nos movem, mas entrando na realidade do que é possível conquistar para manter os pés no chão. E é aí que entra a intuição forte que podemos ter com nosso próprio interior e com o universo, nos mostrando o caminho certo.

Veja como Netuno atua em cada casa do nosso mapa:

Netuno na casa 1 – na casa do ascendente, Netuno faz com que a pessoa se mostre muito sonhadora e idealista. É preciso cuidar para não se sentir vítima da realidade, e abrir mão da própria identidade.
 

Netuno na casa 2 – na casa das finanças, mostra um desafio no trato com o dinheiro, tanto uma dificuldade pessoal em lidar, quanto uma facilidade em ser manipulado por outras pessoas.
 

Netuno na casa 3 – a casa das comunicações, está ligado ao desafio na exposição das próprias ideias, já que adora ser espelho dos outros. Quem tem Netuno na casa 3, muitas vezes tem dificuldade de se expressar com clareza, preferindo fazer isso por meio da arte. Mas também tem um intuição mental apurada e muita criatividade.
 

Netuno na casa 4 – casa do lar, da família, da mãe. Se trata de uma certa dificuldade em se conectar e ver com clareza suas origens. É confrontante lidar com as dificuldades de acontecimentos passados, como traumas e bloqueios.
 

Netuno na casa 5 – a casa dos encontros e da criatividade com Netuno pode levar a pessoa a se doar demais e, ao mesmo tempo evitar que a pessoa se solte para simplesmente curtir o lado bom da vida. Há uma tendência a amores platônicos e exagerados, quase teatrais.
 

Netuno na casa 6 – na casa da rotina de trabalho e saúde, fala sobre a sensação de que tudo é muito sofrido e entediante. O desafio é criar uma estrutura sólida na sua rotina.
 

Netuno na casa 7 – aqui, o problema é idealizar o parceiro, já que a casa 7 é das nossas associações, especialmente o casamento. O sofrimento pode vir da expectativa exagerada e não da ação da outra pessoa. O grande aprendizado é aceitar as pessoas como elas são.
 

Netuno na casa 8 – a casa das transformações e da sexualidade pode ser um enigma para quem tem Netuno nessa posição. Há uma tendência ao conhecimento oculto e ao sobrenatural.
 

Netuno na casa 9 – a casa das filosofias com Netuno pode indicar alguém com uma crença exagerada em algo ou alguém. Há uma tendência em fantasiar o futuro, deixando de perceber o lado mais prático das situações no momento presente.
 

Netuno na casa 10 – na casa da carreira, fala sobre a dificuldade de ter uma ideia clara de futuro e do que exatamente fazer como profissão. Não que você precise ter isso planejado, há algo interessante quando a pessoa com essa posição se permite seguir sua intuição. Seu futuro se apresenta aos poucos...
 

Netuno na casa 11 – ser iludido é bem comum para quem tem Netuno na casa das amizades. Há uma tendência a se envolver com pessoas mais difíceis, por exemplo, e não enxergar as pessoas como elas realmente são.

Netuno na casa 12 – na casa da espiritualidade, Netuno está onde gosta. Resultado: uma sensibilidade exagerada às energias externas, incluindo dos ambientes.












 

Momento de ressignificar valores

Estamos vivendo um tempo ímpar da humanidade, tempo de ressignificar valores, de uma maior compreensão do nosso próprio eu. É como se estivéssemos voltando para casa, mas antes, precisamos descobrir a que casa pertencemos.

Estamos vivendo um momento único de ressiginifcar valores. Uma coisa é certa, jamais vivemos uma conjunção astral como a que temos hoje. Ao menos não na nossa era moderna, e cada passo que os planetas dão nos levam um pouquinho mais para casa. Mas, que casa é essa? Ótima questão para se analisar nesse finalzinho de período do Nodo Norte em Leão. Quem já viu o significado dos nodos aqui, sabe que o Nodo Norte é para onde vamos, o que viemos aprender nessa vida, buscar para nos encontrar. Cada um de nós tem seu próprio Nodo Norte no Mapa Astral, que significa um aprendizado pessoal.

Entretanto, todos estamos vivendo, até novembro deste ano (sentiremos até fevereiro de 2019), um período de Nodo Norte em Leão. Ou seja, a humanidade toda foi convidada, e ainda está sendo, para reconhecer sua originalidade, seus reais valores, seu lugar no mundo. Exercitar a criatividade e a soberania de seu próprio conhecimento já adquirido. Agora, ao passarmos para o Nodo Norte em Câncer, viveremos um retorno ao lar. A grande volta ao que temos em nosso interior. E aí eu te pergunto: onde é essa casa? Em que valores, em que crenças ela está baseada?

Dependendo dessa resposta, sua casa será mais ou menos autoral, mais ou menos aconchegante, e a ideia de retorno ao lar será melhor ou pior recebida. Por isso é o exato momento de fazer escolhas, limpar carmas - teremos mais um eclipse no eixo aquário e leão ainda em agosto, finalizando um período que começou em dezembro de 2017 (sentimos desde agosto de 2016) e que serve exatamente para fechar um ciclo nas casas do nosso Mapa em que temos essa combinação. Onde você tem Leão e Aquário? Fique de olhos abertos e perceba a mudança chegar.

Conhecer os elementos do nosso mapa nos faz mais autônomos para fazer escolhas. Nos permite entender nossos talentos, nossas fraquezas, onde temos facilidade em atuar e onde precisamos de algum empurrãozinho. Autoconhecimento, gente, é sobre isso que a Astrologia trata! Sabe aquele ditado que diz que existem dois lobos dentro de cada um de nós, seja do medo e da coragem, do bem e do mal, da paz e da guerra, e que vence a briga aquele que a gente alimentar? Pois entender de onde viemos e para onde vamos como indivíduos (Mapa Natal) e de onde viemos e para onde vamos como humanidade é fundamental para alimentar o lobo certo!

Tenha coragem para fazer mudanças. Alegria na hora de observar as possibilidades. Somos seres infinitos e temos o universo inteiro dentro de nós. Comece agora mesmo uma jornada para conhecer seus talentos e seus valores e, assim, entrar em sintonia com o que realmente te move. Dessa forma, entrar em um novo momento será, além de precioso, prazeroso também!

Analisando Música: Andante, Andante (Marte Retrógrado)

Estava ouvindo esta música do ABBA "Andante, Andante", e fui tocada profundamente pela reflexão sobre o tempo de andar e parar, que justamente estamos sendo levados a vivenciar nesta quarentena de Marte Retrógrado (26/06/18 à 27/08/18).

Fiz um texto falando sobre este movimento e como ele representa essa necessidade de revisão. Uma pausa para tomar tempo, fôlego e descanso.

A música fala sobre o "andante".

andante1
adjetivo
1. que anda; errante.
2. que anda em busca de aventuras; aventureiro. "cavaleiro a."
3. HERÁLDICA
representado no campo do escudo em atitude de andar (diz-se de animal).
4. indivíduo que vai andando ou passando; passante, caminhante, transeunte.
5. que ou o que corre, que ou o que está em andamento, em curso; corrente.

Na Astrologia, o Planeta que demonstra a forma como "caminhamos" e nos "movemos" pela vida é Marte. Ele é o "Guerreiro Andante". Nunca parado, sempre em movimento.

E que há cada 2 anos, toma 40 dias de "descanso".
Por isso, achei tão doce e forte como a letra da música traz este processo. Esta necessidade, até mesmo de um bravo cavaleiro, de descansar, tomar tempo, fazer as coisas sem pressa, com presença, passos firmes no território e em conexão com a própria alma. Pois aí, está a verdadeira conexão e propósito das suas "andanças".

Se não deu certo, não fique frustrado. Há algo para aprender quando as coisas não se movem como gostaríamos. Há, até mesmo, um enorme presente nos momentos de divergência. E a "decepção" não é pelo erro, se não, pela falta de aprender com cada momento e situação que a vida apresenta.

Lindo. Me emocionei e decidi compartilhar por aqui, e que fique registrado para a posteridade, a importância das paradas para nós andantes.

Vídeo com Legenda: (letra e tradução abaixo)

Letra da Música:

Take it easy with me, please
Touch me gently like a summer evening breeze
Take your time, make it slow
Andante, Andante
Just let the feeling grow

Make your fingers soft and light
Let your body be the velvet of the night
Touch my soul, you know how
Andante, Andante
Go slowly with me now

I'm your music
(I am your music and I am your song)
I'm your song
(I am your music and I am your song)
Play me time and time again and make me strong
(Play me again 'cause you're making me strong)
Make me sing, make me sound
(You make me sing and you make me...)
Andante, Andante
Tread lightly on my ground
Andante, Andante
Oh please don't let me down

There's a shimmer in your eyes
Like the feeling of a thousand butterflies
Please don't talk, go on, play
Andante, Andante
And let me float away

I'm your music
(I am your music and I am your song)
I'm your song
(I am your music and I am your song)
Play me time and time again and make me strong
(Play me again 'cause you're making me strong)
Make me sing, make me sound
(You make me sing and you make me...)
Andante, Andante
Tread lightly on my ground
Andante, Andante
Oh please don't let me down

Make me sing, make me sound
(You make me sing and you make me...)
Andante, Andante
Tread lightly on my ground
Andante, Andante
Oh please don't let me down
Andante, Andante
Oh please don't let me down...

Tradução em Português:

Vá devagar comigo, por favor
Toque-me gentilmente Como uma brisa numa noite de verão
Pegue seu tempo, faça-o devagar
Andante, andante
Apenas deixe o sentimento crescer

Faça seus dedos macios e luminosos
Deixe seu corpo Ser a estrela da noite
Toque minha alma, você sabe como
Andante, andante
Vá lentamente comigo

Eu sou sua música
(Eu sou sua música e sua canção)
Eu sou sua canção
(Eu sou sua música e sua canção)
Toque-me uma vez e novamente E ma faça forte
(Toque-me de novo porque você me faz forte)
Me faça cantar Me faça som
(Você me faz cantar e você me...)
Andante, andante
Pise cuidadosamente em meu território
Andante, andante
Oh, por favor não me decepcione

Há um brilho em seus olhos
Como um sentimento De mil borboletas
Por favor não fale, continue, toque
Andante, andante
E me deixe flutuar

Eu sou sua música
(Eu sou sua música e sua canção)
Eu sou sua canção
(Eu sou sua música e sua canção)
Toque-me uma vez e novamente E ma faça forte
(Toque-me de novo porque você me faz forte)
Me faça cantar Me faça som
(Você me faz cantar e você me...)
Andante, andante
Pise cuidadosamente em meu território
Andante, andante
Oh, por favor não me decepcione

Me faça cantar Me faça som
(você me faz cantar e você me...)
Andante, andante
Pise cuidadosamente em meu território
Andante, andante
Oh, por favor não me decepcione
Andante, andante
Oh, por favor não me decepcione

Vênus - o poder da atração

O planeta da valorização do amor e da beleza fala muito sobre o nosso poder de atração. Como você recebe a prosperidade na sua vida? Veja onde está Vênus e terá uma ideia clara sobre isso.

Já comentei aqui sobre os Planetas Pessoais e suas energias. Enquanto a força masculina é a da ação, a forma feminina é a da atração. Vênus, o planeta do feminino, fala muito sobre como atraímos aquilo que desejamos. Uma Vênus bem trabalhada e aceita está com seu poder de atração a pleno vapor e nos permite ser mais assertivos no que desejamos e a conquistar, efetivamente, o que nos faz felizes.

Para muitos, Vênus é o planeta do amor, simplesmente. Mas podemos dizer, de forma mais completa, que Vênus é a forma como valorizamos o amor e a beleza. Para as mulheres, é forma como se comportam com relação ao seu próprio valor e àquilo que desejam. Para os homens, seu lado mais orgânico, passivo no sentido de atrair o que querem e não de ir atrás, e o que buscam em uma possível parceira amorosa.

Como a Vênus fala sobre como somos no amor e sobre o que nos atrai no outro, dependendo do signo em que ela está em nosso Mapa, seremos mais pragmáticos, mais objetivos, ou mais idealistas e sonhadores. Veja como é a Vênus em:

Vênus em: Áries, Leão ou Sagitário – Desejos empolgantes!!! O amor é baseado em vitalidade, criatividade, liberdade e aventura.
Vênus em: Capricórnio, Touro ou Virgem – Desejos mais realistas e objetivos. O amor tem que ser palpável e atender aos sentidos.
Vênus em: Libra, Aquário ou Gêmeos – Desejos ligados às relações e vínculos. O amor precisa de troca, de conversas e ideias em comum.
Vênus em: Câncer, Escorpião ou Peixes – Desejos mais românticos e profundos. O amor é baseado em em sonhos, experiências emocionantes e projeções arquetípicas.

Apesar de falar muito sobre o amor e o desejo, a Vênus também representa nossas aspirações espirituais. Por isso, além de estar “em casa” nos signos que rege: Touro e Libra, ela está em “elevação” quando no signo de Peixes, já que encontra ali propósito para os sentimentos e desejos.

Cada um de nós tem sua forma própria e única de amar e de ser amado, de se valorizar e de buscar o que deseja e é exatamente isso que nos faz especiais. Com Vênus, entendemos como enxergamos o amor e tudo que a que damos amor, seja uma pessoa ou um objeto. É importante que possamos entender essa nossa forma pessoal do desejo, para atrair e vibrar naquilo que nos faz felizes.

O amor no Mapa Astral

O amor é uma questão recorrente para quem vai fazer uma leitura de Mapa Astral. Sempre me procuram para saber se o relacionamento vai dar certo, se vão encontrar o parceiro ideal e como fazer isso. A questão é que não há fórmula exata quando falamos de pessoas, mas a Astrologia pode, sim, dar algumas dicas para você lidar de forma mais assertiva com sua vida amorosa.

Para amar, não há fórmula. Cada pessoa é única e tem seus critérios e ambições e é por isso que o autoconhecimento é tão importante. Ainda assim, sou procurada constantemente por pessoas que querem saber como é ou será o amor em sua vida. O Mapa Astral pode ajudar? SIM! Ele não fornece nenhuma fórmula mágica e nem traz o amor de volta em 3 dias (rs), mas pode dar algumas dicas sobre como você se comporta no amor, o que busca, e quais os pontos essenciais para manter uma relação (desde a perspectiva da sua alma). E, são esses detalhes que podem fazer você olhar para si mesmo, para a vida e para o outro de uma forma totalmente nova e apaixonada.

Esses são os principais pontos que temos que considerar, na hora de entender o amor em nosso Mapa Astral:

Casa 1 - A casa 1 é o nosso Ascendente. Mas porque entender esse aspecto do mapa nos ajuda no amor? Porque o Ascendente fala sobre a nossa personalidade exterior, como nos comportamos no mundo e sobre o que é importante para possamos nos sentir à vontade para ser quem realmente somos.

Casa 5 - A casa 5 é a nossa casa da criatividade e dos pequenos prazeres, por isso mesmo, fala sobre como encontramos as pessoas, iniciamos uma conquista ou um namoro. A casa 7 é a dos relacionamentos, mas chegamos até ela com o modo como nos comportamos dependendo do signo na casa 5. É ele quem dirá se teremos muitos parceiros, se somos mais calmos ou agitados na questão do namoro, se somos uma pessoa mais recatada ou se precisamos de muitos crushes para ser felizes.

Casa 7 - Já a casa 7 é a casa exatamente oposta ao Ascendente. Se este é o EU, a casa 7 é o OUTRO. Por isso mesmo, é muito provável que você atraia ou que se apaixone por pessoas ou do signo da sua casa 7 ou que tenham esse signo muito forte no mapa. É como se alguém muito focado precisasse de um contraponto de alguém mais tranquilo, alguém muito pragmático acabasse encontrando alguém mais romântico e sonhador, e assim por diante. Além disso, a Casa 7 também fala sobre nossos compromissos, especialmente os de longo prazo, como um casamento, e pode dizer se somos mais tradicionais, mais modernos, mais calmos ou empolgados nessa questão.

Lua - A Lua é o aspecto emoção em nosso mapa. É ela quem fala das nossas necessidades sentimentais, como lidamos com o outro em uma conexão mais profunda. A Lua fala se precisamos de liberdade ou apego no amor, por exemplo, se somos mais carentes ou autoritários. É ela quem vai reger a forma como nos doamos ou nos seguramos em uma relação.

Vênus - O Planeta do amor e da beleza fala sobre como valorizamos aquilo que somos e o que desejamos. Para as mulheres, vai dizer qual é o seu comportamento no amor e nas relações, para os homens, qual é o feminino que procuram para se relacionar.

Marte - O Planeta da guerra e da ação é o aspecto masculino em nosso Mapa. Para o homem, fala sobre como se comporta na conquista, de que forma vai atrás daquilo que deseja, para a mulher, qual o masculino que ela busca, quem é esse homem e como ele deve agir para ganhar seu coração. Também fala sobre nossa forma de se comportar no sexo e intimidade.

Ao entender esses aspectos no seu Mapa Astral, você começa a desenhar seu comportamento, seus pensamentos com relação ao amor e, especialmente, quais são as suas buscas. Assim, pode investir em relações que realmente tragam a energia que faz bem ao seu coração. Quer saber mais? Clique aqui para mais informações.

Meio do Céu e Fundo do Céu, de onde viemos e para onde vamos

Olhe seu mapa: o signo da quarta casa, que fica lá embaixo, é o do seu fundo do céu. O signo lá em cima, na casa 10, seu meio do céu. E eles falam muito mais sobre sua vida do que você possa imaginar. E eu te explico por quê.

Meio do Céu e Fundo do Céu, de onde viemos e para onde vamos. Basicamente, a informação é essa: enquanto a casa 4 nos fala sobre nosso passado, sobre nossas origens ancestrais, familiares e até mesmo espirituais, a casa 10 nos mostra onde precisamos chegar para nos sentir realizados e felizes. Os signos das duas casas são sempre opostos e complementares: um vai transformar o outro, aumentar seu potencial, forjar sua lâmina para que possamos abrir o caminho mais profundo e fecundo possível do nosso futuro. Quer saber de onde você veio e para onde deve ir? Pois busque o Fundo do Céu e o Meio do Céu no seu Mapa Astral.

Cada signo tem uma energia própria e seu oposto complementar. Na Roda do Zodíaco, Áries (eu) é oposto complementar a Libra (nós), Touro (segurança) é oposto à Escorpião (desapego), Gêmeos (multiplicidade de ideias) é oposto a Sagitário (busca do conhecimento), Câncer (acolhimento) é oposto complementar a Capricórnio (resultado), Leão (meu) é oposto a Aquário (nosso) e Virgem (corpo) à Peixes (espírito). Claro que esses conceitos estão simplificados ao extremo, mas podemos ter uma noção de que um precisa do outro e dos motivos pelos quais temos todos eles em nossa vida. Não somos apenas um signo, somos uma combinação.

Olhando para o Fundo do Céu (casa 4) conseguimos entender o tipo de energia e movimento que nos é familiar, concreto, natural e, no Meio do Céu (casa 10), quais movimentos nos chamam a atenção, nos seduzem e nos são, muitas vezes, desafiadores. Um pouquinho sobre cada uma dessas duas casas maravilhosas no nosso Mapa:

Casa 4 - ligada à nossa casa, à família, à infância, fala sobre como era nosso lar, nossas relações familiares e também sobre a nossa mãe e o seu papel em nossa vida. A casa 4 também fala um pouco sobre como será a sua casa e família que você cria ao longo da vida.

Casa 10 - ligada ao futuro, à carreira e ao que viemos buscar nessa vida, é uma das casas mais importantes do mapa, porque nos direciona nas escolhas mais assertivas para nossa felicidade. A casa 10 é uma das bússolas para que possamos chegar ao nosso propósito e ao papel que desejamos desempenhar.

Pensando em termos de passado e futuro, o Fundo do Céu está relacionado às nossas heranças mentais, nossas crenças, e o lugar para onde vamos quando nos voltamos para dentro. É a nossa introspecção. Já o Meio do Céu é nossa ação, nossas decisões, nosso caminho, a forma como queremos nos mostrar no mundo, por isso está muito relacionado à carreira. Entender essa dicotomia, esse oposto complementar que cada um de nós traz é uma forma de nos sintonizarmos com nosso propósito espiritual, nossa busca verdadeira e nossa forma mais genuína de felicidade. Quer descobrir o seu? Vamos fazer a leitura do seu Mapa Astral?


 

Astrologia Cármica

Diferente da Astrologia tradicional, que trabalha a vibração dos signos com foco exclusivo no momento atual da pessoa, que podemos chamar de “esta vida”, a Astrologia cármica observa os elementos do Mapa Astral em um âmbito mais amplo, levando em conta que somos indivíduos com frequentes existências, que trazermos histórias, carmas e aprendizados a serem desenvolvidos e trabalhados.

A Astrologia cármica vai um pouco além do que a Astrologia chamada tradicional e busca entender o que trouxemos de vidas passadas e o que viemos aprender para superar traumas e acontecimentos que ficaram esquecidos no tempo. Já falei aqui  no blog sobre o Nodo Norte, ou a cabeça do dragão, e o Nodo Sul, ou a cauda do dragão, lembram? São eles que nos mostram o que nos é familiar, o que trouxemos de outras vidas como aprendizado e o que viemos tratar ou aprender a lidar.

A Astrologia cármica também ajuda a explicar como pessoas que nasceram no mesmo dia, hora e local têm vidas tão diferentes: sua herança e sua busca pessoal, junto com as decisões especiais que irá tomar ao longo da vida a tornam única. Todos temos nossa própria trajetória, que jamais será igual a de outra pessoa. Isso porque trouxemos uma herança ancestral que, ao ser misturada a todas as informações desta vida: nossa família, capacidades, vínculos, formam nosso blend próprio e intransferível.

Por meio da Astrologia cármica, conseguimos perceber que há muito mais a ser desvendado sobre nós mesmos. Com a leitura do nosso Mapa Astral Natal, conseguimos desenhar essa trajetória já vivida: é possível saber porque alguns assuntos nos são tão tranquilos e familiares, e porque outros nos causam medo e borboletas na barriga, só de imaginar. Experiências passadas nos moldaram para quem somos hoje. Foram nossas decisões em outros tempos que nos trouxeram a esse corpo, essa casa, essa idade do planeta e que nos permitiram trazer as ferramentas certas para os aprendizados que precisamos coletar.

Uma forma rápida que uso para avaliar os aspectos cármicos do mapa astral é através e 4 elementos: Ascendente, Casas psíquicas, Planetas Retrógrados e Nódos Lunares.

O Ascendente guia nosso movimento encarnatório, por isso é o fator que determina parte da nossa missão e da realização que viemos ter nesta vida. Ele dá o tom de toda uma vida.

As Casas Psíquicas do mapa astral são: Casa 4, 8 e 12, e mostram respectivamente o carma que vivemos cumprir através da: família que nascemos, sombras e desafios pessoais, processos inconscientes.

Os Planetas Retrógrados no Mapa Natal de uma pessoa tem a função de "revisão de aprendizados", por isso, ao mesmo tempo que apresentam assuntos que "retornam" ao longo da vida da pessoa (até que ela aprenda as lições) também mostra aquilo que já foi cumprido e conquistado em vidas passadas. Eu adoro olhar os planetas retrógrados de uma perspectiva positiva, pois também representam um mérito conquistado.

E a bússola de evolução que são os Nódos Lunares, eles dizem muito sobre nós, e sobre o que viemos aprender nesta encarnação. O Nódo Sul é a área que precisamos desapegar para cumprir nossa missão e o Nódo Norte, aonde nos desafiamos e crescemos.

Sabe aquele ditado que diz que Deus dá o frio conforme o cobertor? Pois ele é perfeito: ninguém passa por uma experiência que não seja capaz de transpor e nem vive nada que não permita um aprendizado, nem que seja para não errar novamente. Olhe para seu Mapa Astral como um guia mesmo, um mapa que vai te levar aonde você quer chegar, com as suas próprias possibilidades e sua forma única de ser no mundo.